Baixar Músicas - Download Músicas - Baixar Mp3 grátis » Marília Mendonça » Sertanejo » Morango Do Nordeste

Download Morango Do Nordeste Marília Mendonça

Marília Mendonça Morango Do Nordeste

  • Artista: Marília Mendonça
  • Música: Morango Do Nordeste
  • Exibições: 746 ( ver opiniões )

Compartilhar música

Morango Do Nordeste Letra

É isso aí, eu sou brega
Eu sou um espetáculo
E faço dos meus sentimentos exagerados o meu próprio palco
Eu sou amor, e como diria Sidney Magal: “O amor tem de ser brega”
Deus me livre de um amor chique, discreto
Deus me livre de sentir morno e suave
Deus me livre de falar baixo, sorrir baixo
Sonhar baixo, de volume baixo
O dicionário diz que “brega”, adjetivo, denota “falta de gosto”
Eu digo que não, eu gosto muito, e profundamente
Tão profundo que grito aos quatro cantos meus amores nem sempre reais
É por isso que é tão divertido ser brega como eu, entendeu?
Tudo é muito, tudo é grande, tudo me transforma
Tudo me revira e vira choro, vira música, vira grito
Vira motivo, vira poesia, vira esperança
Se se entregar de corpo e alma assim é ser brega
Muito prazer, me chame de Marília Mendonça

(Boa noite!)
Tava tão tristonho quando ela apareceu
Seus olhos que fascinam, logo estremeceu
Os meus amigos falam que eu sou demais (Fazer o quê?)
Mas é somente ela que me satisfaz
É somente ela que me satisfaz
É somente ela que me satisfaz

Você só colheu o que você plantou
Por isso que eles falam que eu sou sonhador
Me diz o que ela significa pra mim
Se ela é um morango aqui no Nordeste
Tu sabes, não resisto, sou cabra da peste
Apesar de colher as batatas da terra (Aí sim!)
Com essa mulher eu vou até pra guerra
(Quero ver você de casa cantando assim, vem)

Aaaaai, é amor
Ai, ai, ai, é amor
É amor
Aaaaai, é amor
Ai, ai, ai, é amor
É amor

É muito amor que eu sinto por vocês, Brasil
Vem, vem
Se entrega pro brega com a gente nessa noite

Você só colheu o que você plantou
Por isso que eles falam que eu sou sonhador
Me diz o que ela significa pra mim (Sabe o que é que ela é?)
Se ela é um morango aqui no Nordeste
Tu sabes, não resisto, sou cabra da peste
Apesar de colher as batatas da terra
Com essa mulher eu vou até pra guerra (Ai)

Aaaaai, é amor
Ai, ai, ai, é amor
É amor
Aaaaai, é amor
Ai, ai, ai, é amor
É amor